Sucesso da exposição promove extensão do horário de atendimento e muita fila.

Em qualquer dia que se visitar a exposição do Impressionismo no CCBB, a fila de espera será extensa. E não é pra menos. São várias as obras de Manet, Monet, Cézanne entre outros que fazem parte do acervo das principais galerias de Paris e que estão à mostra gratuitamente no museu, em São Paulo.

As obras retratam as tendências econômicas, tecnológicas e culturais da época que colaboraram para o surgimento dessa nova arte – pensadas a partir do cenário acadêmico e boêmio em ascensão.

O tempo mínimo de espera é de 30 minutos, podendo variar progressivamente dependendo do dia e do horário.  Ao entrar, é necessário deixar as bolsas (ou mochilas) no guarda-volumes. Depois dessas precauções, o primeiro passo é ser conduzidos ao elevador e partir para o quarto andar, onde começa a exposição. Chegando lá, somos “escoltados” pelas transcrições das passarelas e pelas orientações dos vigias.

As obras ficam em salas reservadas, mantidas em refrigeração de modo a conservá-las. Cada tela contém um registro dos acontecimentos locais e todo o acervo nos insere dentro do processo de produção artística que estava acontecendo em todo o território francês, como por exemplo, a formação do estilo impressionista de pintar. Em algumas telas, é notável a passagem da homogeneidade dos pontos e das cores – que as destacam apenas pela tonalidade- de característica surrealista (por assim dizer) e, gradativamente, gerando formas que se aproximam da realidade.

A visitação prossegue pelos andares inferiores, até o Subsolo. Para a saída de cada sala, tem uma porta específica que dá acesso às escadas de emergência, e essa é a trajetória que deve seguir para ver a exposição. Fotografias, nem pensar! Um absurdo, pois se muitas das obras expostas compõem os livros escolares e formam culturalmente pessoas, subentende-se que as obras são públicas e parte da história de todos. Porém, não me cabe discutir sobre o gerenciamento ou sobre a parte administrativa do evento. Só recomendo não só uma vez, mas várias!

 

Alex Santos

Anúncios

Uma ideia sobre “Sucesso da exposição promove extensão do horário de atendimento e muita fila.

  1. Karol

    Uma hora e trinta, em pé, na fila, em pleno sábado, com temperaturas que chegavam aos 30º. Mas nada disso importou quando houve o primeiro contato dos meus olhos com aquelas obras. Uma exposição que encata e emociona, obras que fazem qualquer um querer contemplá-las por horas a fio. As palavras tornam-se vazias diante da beleza da exposição.

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s